NOTÍCIAS

PLAMUS apresenta resultados de pesquisa em seminário com palestrantes de renome na UFSC


Michael King e Clarisse Linke participarão do encerramento de importante etapa do estudo

23/11/2014

O urbanista americano Michael King e a diretora do ITDP Brasil, Clarisse Linke são convidados especiais do PLAMUS para a sexta-feira [28/11].
O urbanista americano Michael King e a diretora do ITDP Brasil, Clarisse Link são convidados especiais do PLAMUS para a sexta-feira [28/11].

Na próxima sexta-feira (28/11) uma importante etapa no desenvolvimento do Plano de Mobilidade Urbana Sustentável da Grande Florianópolis – PLAMUS estará finalizada. É quando será realizado o seminário de apresentação dos resultados das pesquisas realizadas ao longo de todo o ano, nos 13 municípios envolvidos no estudo. Com base nestes resultados serão elaboradas as propostas para solucionar as questões de mobilidade urbana na região metropolitana da Capital. O seminário também apresentará um debate qualificado sobre mobilidade com as palestras de dois especialistas de renome internacional: o urbanista e arquiteto norte-americano Michael King, que projetou as primeiras ruas compartilhadas dos EUA, e a diretora no Brasil do Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento (ITDP), Clarisse Linke. O evento será realizado no auditório Espaço Físico Integrado (EFI) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), entre 14h e 18h.

“É nossa obrigação realizar essa apresentação de resultados, uma vez que solicitamos a contribuição da sociedade na produção do estudo e é a oportunidade para mostrarmos o que foi realizado e o que está por vir”, explicou o arquiteto Maurício Feijó, da LOGIT, uma das empresas que formam o consórcio responsável pelo PLAMUS. Iniciado em janeiro deste ano, o estudo vem sendo realizado em uma série de etapas que, juntas, proporcionarão o diagnóstico completo de onde serão extraídas as soluções para a mobilidade da Grande Florianópolis. A Pesquisa de Origem e Destino, por exemplo, foi dividida em Pesquisa de Veraneio e Pesquisas Domiciliares, além da fase de consolidação dos dados, e exibe com clareza as características dos deslocamentos diários da população tanto no decorrer do ano quanto na alta temporada.

Diversas outras especificidades vêm sendo analisadas, como o uso do solo, a distribuição dos moradores nas diferentes localidades, o mapeamento e cálculo do volume de trafego nas vias, o percentual de uso de cada modal de transporte utilizado na área metropolitana, entre outros. Esse conjunto de informações está sendo debatido pelo corpo técnico do estudo para que as propostas por vir forneçam soluções, e não paliativos, em curto, médio e longo prazo para pedestres, ciclistas, usuários do transporte coletivo, motoristas e todos que compartilham o trânsito. Coordenador técnico do PLAMUS pela SC Parcerias, Guilherme Medeiros ressaltou o quão significativo o seminário pode representar para o futuro da mobilidade na cidade: “Esse seminário encerra o ciclo de coleta e análise de informações da pesquisa, e ao mesmo tempo inaugura uma nova fase do projeto, que será a construção de propostas e discussão dessas alternativas com a população. Contamos com a participação ativa das entidades representativas da região na construção desse importante projeto, que nos indicará o caminho a ser seguido nos próximos anos”.

Michael King

Eleito profissional do ano pela Association of Pedestrians and Bycicle Professionals, nos Estados Unidos, Michael King é especialista em projetar ruas e redes viárias completas. Ele possui 20 anos de experiência na área e lidera projetos de mobilidade, acessibilidade e sustentabilidade em cidades como Nova Iorque, Nova Orleans, Buenos Aires e Bangkok. Michael esteve no Brasil a convite do PLAMUS em julho, quando conduziu atividades nas Oficinas de Desenho de Espaços Públicos em Florianópolis e pôde conhecer as características da cidade, uma experiência que ele aproveitará na sua palestra durante o seminário. O urbanista falará sobre o conceito de Traffic Calming, do qual é um dos precursores, e sobre como utilizar melhor os espaços urbanos priorizando o convívio e a socialização das pessoas. Durante sua estadia, o norte-americano elogiou o estudo e a capital catarinense: “É fantástico haver um consórcio que está estudando e planejando algo na Grande Florianópolis, com seu enorme potencial. É unindo a teoria à prática que começamos a ver mudanças reais. Vocês têm um belo lugar, podemos torná-lo ainda melhor”.

Clarisse Linke

Mestre em Políticas Sociais, ONGs e Desenvolvimento pela London School of Economics and Political Science, Clarisse Linke integra o ITDP, uma das instituições promotoras da sustentabilidade mais respeitadas no mundo, desde 2012. Ela é também graduada em Terceiro Setor pelo Instituto de Economia da UFRJ e foi uma das diretoras da Bicycling Empowerment Network Namibia por cinco anos, quando ajudou a rede a ser a maior distribuidora de bicicletas por empreendimentos sociais da África sub-saariana. Em entrevista ao próprio ITDP, Clarisse definiu: “Precisamos acabar com a lógica rodoviarista e estimular o transporte público. A nova lei prioriza transportes não motorizados, o transporte público e a intermodalidade. É preciso ter um plano de mobilidade alinhado à Política Nacional de Mobilidade Urbana”.

Serviço

Seminário de Apresentação de Resultados do PLAMUS
Espaço Físico Integrado – EFI
Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC
28/11/2014 | sexta-feira | das 14h às 18h
Faça sua inscrição aqui!
participe@plamus.com.br
Entrada franca


COMPARTILHE

Consórcio

Comunicação e Participação Social

Pesquisas

Cooperação Técnica

Estudo de Mercado

Transporte não-motorizado

© PLAMUS 2013 - Comtacti