NOTÍCIAS

Após anúncio do Anel Viário, Secretário de Obras fala sobre o papel do PLAMUS no futuro de Florianópolis


28/01/2015

   O Prefeito de Florianópolis, Cesar Souza Jr., reuniu a imprensa para anunciar o início das obras do Anel Viário, com corredores exclusivos para ônibus. Imagem: Felipe Albertoni
O Prefeito de Florianópolis, Cesar Souza Jr., reuniu a imprensa para anunciar o início das obras do Anel Viário, com corredores exclusivos para ônibus. Imagem: Felipe Albertoni

Em entrevista coletiva realizada na tarde da última segunda-feira (26/01), o Prefeito de Florianópolis, Cesar Souza Júnior, confirmou o início das obras de construção do Anel Viário Central, cujo objetivo é diminuir o gargalo na mobilidade que se forma todos os dias nos principais bairros da Capital. O projeto prevê a instalação de 17 quilômetros de corredores exclusivos para ônibus, que futuramente serão utilizados em um sistema Bus Rapid Transit (BRT), além de melhorias nas calçadas, ciclovias, no sistema de controle dos semáforos e na sinalização de trânsito. A previsão de conclusão do Anel Viário é de três anos, a um custo estimado de R$ 70 milhões.

O Anel Viário irá contornar a região central da Ilha de Santa Catarina e passará pelo Terminal de Integração do Centro (TICEN), pela Beira-Mar Norte e pelos bairros Trindade, Pantanal, Saco dos Limões e Prainha. “Essa é a maior intervenção de trânsito e transporte da história da cidade. O Anel Viário é nossa prioridade absoluta em termos de obras. A primeira etapa, de retirada de árvores, já foi iniciada e as próximas etapas começarão ainda no primeiro semestre de 2015”, declarou Cesar Souza Júnior, que completou: “Temos que ser sinceros, com as obras o trânsito irá piorar antes de melhorar. É preciso a paciência de todos”.

O secretário de Obras da Capital, Rafael Hahne, comentou o papel que o Plano de Mobilidade Urbana Sustentável – PLAMUS tem na construção do Anel Viário e nas futuras modificações urbanas que serão realizadas pela Prefeitura: “Os projetos foram executados em épocas diferentes, mas tivemos uma aproximação com a equipe técnica do PLAMUS na busca por fazermos as adequações necessárias. Tivemos um primeiro momento de debate e o diretor-técnico (do PLAMUS) avaliou nosso projeto e entendeu que essas são as soluções que conseguiremos implantar imediatamente. Nosso desafio é com as obras que estão iniciando agora, planejar a cidade que queremos no futuro. O PLAMUS é a alternativa de planejamento em longo prazo para Florianópolis e nosso objetivo é fazer o link entre o que vai ser executado e também poder planejar o futuro”.

Para o coordenador técnico do PLAMUS pela SC Parcerias, Guilherme Medeiros, o início das obras do Anel Viário é um importante passo na busca por melhorias na mobilidade urbana da Grande Florianópolis: “Há plena convergência entre os resultados do PLAMUS e as ações hoje iniciadas pela Prefeitura, quanto ao mérito e a localização desses corredores com maior capacidade. Estamos trabalhando para alinhar projetos para garantir a convergência quanto à tipologia e geometria dos mesmos, de forma que no futuro essas faixas de ônibus permitam que o sistema possa ser gradativamente melhorado, chegando a um BRT completo e com alta qualidade”.


COMPARTILHE

Consórcio

Comunicação e Participação Social

Pesquisas

Cooperação Técnica

Estudo de Mercado

Transporte não-motorizado

© PLAMUS 2013 - Comtacti