NOTÍCIAS

Plano de Mobilidade Urbana da Região Metropolitana de Florianópolis será instituído em Audiência Pública


Durante o evento, serão apresentados os resultados finais dos estudos e recomendações do PLAMUS

20/11/2015

No dia 27 de novembro, será feita e entrega final do Plano de Mobilidade Urbana Sustentável da Grande Florianópolis - PLAMUS para os prefeitos da região, lideranças e para a comunidade. No mesmo ato, será realizada uma audiência pública, visando consolidar o Plamus como o Plano de Mobilidade da Região Metropolitana de Florianópolis. O conteúdo completo dos 19 relatórios do estudo, somando mais de 5.000 páginas com informações valiosas sobre a mobilidade urbana na região, está disponibilizado para consulta a todos os interessados. Ao todo, foram dois anos de estudos, levantamentos, análises e proposições que resultaram em um trabalho pioneiro no Brasil.

- O nível de detalhamento a que se chegou no PLAMUS é impressionante. Com certeza ele será o orientador do processo que estamos vivendo de integração metropolitana da Grande Florianópolis -, diz Cássio Taniguchi, Superintendente da Região Metropolitana da Grande Florianópolis.

Para a elaboração dos relatórios, os dados coletados e compilados foram convertidos em gráficos, tabelas, mapas e outros métodos de síntese. O objetivo é facilitar a leitura dos resultados, tornando o PLAMUS acessível a qualquer interessado no desenvolvimento urbano planejado da Grande Florianópolis. Nos documentos também constam projeções de crescimento, simulações técnicas, elaboração de cenários caso a caso e análises comparativas.

O relatório final do PLAMUS está sintetizado em um Sumário Executivo que será apresentado na Audiência Pública do dia 27 de novembro.
O relatório final do PLAMUS está sintetizado em um Sumário Executivo que será apresentado na Audiência Pública do dia 27 de novembro.

De forma complementar, foi produzido um Sumário Executivo para apresentar sinteticamente o conteúdo dos 19 relatórios. O livro de cerca de 200 páginas será entregue aos participantes do evento de lançamento, em 27 de novembro, que contará com a presença do governador, Raimundo Colombo, do secretário de Planejamento, Murilo Flores, o superintendete da SUDERF, Cássio Tanicuchi, dos prefeitos da região Metropolitana, o diretor da Logit, Wagner Colombini e toda a equipe técnica que integrou o consórcio que desenvolveu o estudo. A íntegra dos relatórios já está à disposição da população no site do PLAMUS, para divulgação de sua metodologia, diagnósticos e resultados.

Ações integradas

Uma das inovações do PLAMUS foi trabalhar de forma integrada, contemplando aspectos da Grande Florianópolis como um todo, e não de apenas uma cidade. Através do PLAMUS, os municípios da região têm subsídios para elaborar seus respectivos Planos Municipais de Mobilidade - previstos pela Lei Federal nº 12.587/2012, para todos com mais de 20 mil habitantes.

- O PLAMUS está sendo muito útil para que os municípios da Grande Florianópolis produzam seus planos de mobilidade de forma qualificada, com um custo menor e garantindo que a visão regional seja contemplada” - diz Guilherme Medeiros, coordenador técnico do PLAMUS pela SC Parcerias.

A SUDERF (Superintendência de Desenvolvimento da Região Metropolitana) é a responsável por  garantir que o modelo de gestão funcione de maneira integrada entre Estado e municípios. O órgão foi criado no fim do ano passado para gerenciar os serviços de interesse comum na Região Metropolitana, em conjunto com os municípios, conforme as diretrizes definidas pelo recém aprovado Estatuto da Metrópole (Lei Federal 13.089/2015).

Fim dos achismos

Os dados gerados pelo PLAMUS permitem que a tomada de decisões relacionadas ao desenvolvimento urbano na Grande Florianópolis sejam feitas com segurança. Nesse sentido, o PLAMUS possibilita o desencadeamento de ações concretas, complementando os investimentos que estão em andamento, com maiores chances de acerto, pois têm como base informações e análises sólidas e fundamentadas.

-     O PLAMUS baixou as especulações e achismos, e fez com que diferentes atores relacionados à mobilidade urbana agissem de forma ordenada na região. Alguns até reposicionaram suas ações e propostas após analisarem dados do estudo. O PLAMUS só teve essa capacidade de intervir devido à segurança que ele transmite - afirma Murilo Flores, Secretário Estadual de Planejamento.

Uma das conclusões do PLAMUS foi apontar a implantação do BRT (Bus Rapid Transit) como a melhor alternativa para a região - através de dados comparativos de desempenho entre os sistemas BRT, VLT (Veículo Leve Sobre Trilhos) e o Monotrilho. No cálculo foram consideradas variáveis de custo e tempo de implantação, performance  funcional, de benefícios para os usuários e de retorno socioeconômico.

- Nesse momento, a realidade mais importante a ser transformada a partir do PLAMUS é a implantação do BRT. Através dele poderemos dotar a Grande Florianópolis de um novo modal que ataque o maior problema apontado pela PLAMUS, que é o uso excessivo de automóveis e motocicletas. O BRT é peça chave nesse processo. -, diz Flores.

As ações para implantação do BRT já estão em andamento e a conclusão da primeira etapa está prevista para o primeiro semestre de 2018. O primeiro trecho a ser construído e operado possui aproximadamente 10 quilômetros na BR-282 (Via Expressa de acesso a Florianópolis), desde a BR-101 até o centro de Florianópolis. A estimativa é que o ônibus leve 15 minutos para realizar o trajeto, enquanto hoje o tempo médio é de 40 minutos nos horários de pico.

SOBRE O PLAMUS

O Plano de Mobilidade Urbana Sustentável da Grande Florianópolis foi desenvolvido pelo Governo do Estado de Santa Catarina em conjunto com os municípios, com apoio técnico e financeiro do BNDES. O objetivo é promover a melhoria da mobilidade urbana em 13 municípios, integrando a Região Metropolitana de Florianópolis: Anitápolis, Rancho Queimado, São Bonifácio, Angelina, Antônio Carlos, Águas Mornas, São Pedro de Alcântara, Santo Amaro da Imperatriz, Biguaçu, Governador Celso Ramos, São José, Palhoça e Florianópolis.

Os estudos técnicos do PLAMUS visam desenvolver e aplicar uma visão abrangente sobre a mobilidade urbana - que transcenda a discussão de modais e oferta de infraestrutura -, tratam o conceito de mobilidade como a facilidade de se chegar a destinos (acessibilidade), promovem a sustentabilidade econômica e ambiental, estimulam o crescimento inteligente e orientam o desenvolvimento urbano para um sistema de transporte coletivo mais eficaz.

SERVIÇO
Data: 27 de NOVEMBRO de 2014 (SEXTA-FEIRA)
Horário: às 14h00
Local: Centro Integrado de Cultura – CIC | Auditório Cinema CIC
Avenida Governador Irineu Bonhausen, 5600

Inscrições e credenciamento prévio para participar da audiência pública:
https://goo.gl/vqCXwM

Acesso aos materiais do estudo completo: http://goo.gl/zIyru4

CANAIS
Site: www.plamus.com.br
Facebook: www.facebook.com/plamus
Twitter: @PLAMUS_SC
Flickr: www.flickr.com/plamus
Hashtag oficial: #PLAMUS

INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA
Claudia de Siervi (48) 9922-4449 | claudia@zapta.com.br

GOVERNAMENTAL [SECOM SC]
Diretor de imprensa: Claudio Thomas
clthomas1958@gmail.com | (48) 3665-3022


COMPARTILHE

Consórcio

Comunicação e Participação Social

Pesquisas

Cooperação Técnica

Estudo de Mercado

Transporte não-motorizado

© PLAMUS 2013 - Comtacti